Ministro da Agricultura participa de embarque de carga da Aurora aos EUA

Acompanhado de todo o staff do Ministério da Agricultura e de entidades do agronegócio, o ministro Blairo Maggi conheceu nesta semana, em Chapecó, a indústria de processamento de suínos da Cooperativa Central Aurora Alimentos - primeira e única empresa brasileira a exportar para os Estados Unidos da América.

Ministro da Agricultura Blairo Maggi acompanha despacho de contêiner de carne suína da AURORA ALIMENTOS para os Estados Unidos
Ministro da Agricultura Blairo Maggi acompanha despacho de contêiner de carne suína da AURORA ALIMENTOS para os Estados Unidos

Depois da visita à instalações, o ministro lacrou um contêiner de corte de suínos que, em seguida, seguiu para o porto de onde embarca para o grande mercado do norte.

Recepcionados pelos diretores da Aurora Mário Lanznaster (presidente), Neivor Canton (vice-presidente) e Marcos Zordan (diretor de agropecuária), participaram do ato, no pátio da indústria, o presidente da ABPA (Francisco Turra), o presidente da Fiesc (Glauco Côrte), o prefeito Luciano Buligon, os deputados Valdir Colatto e Celso Maldaner.

Também estavam presentes os presidentes do Sindicarne (Irani Pamplona Peters), da ACAV (José Ribas Júnior), da Ocesc (Luiz Suzin), da JBS (Joanita Koraleski), da Embrapa (Maurício Lopes), vice-presidente de agronegócio do Banco do Brasil (Tarcísio Hubner), secretários de política agrícola (Neri Gheller), de defesa agropecuária (Luis Rangel), de relações internacionais (Odilson Ribeiro), de mobilidade social (José Dória), chefe de gabinete (Coaraci Castilho), assessor especial (Sérgio de Marco) e coordenador do Vigiagro (Fernando Mendes), além do superintendente do MAPA em Santa Catarina, Jacir Massi e do secretário de agricultura Moacir Sopelsa.

Lanznaster destacou que as vendas para aquele mercado vêm crescendo firmemente. Em 2014 foram embarcadas 50 toneladas (dois contêineres). Em 2015 o volume chegou a 275 toneladas ou 11 contêineres. Um salto significativo ocorreu neste ano de 2016 com a venda de 4.467 toneladas de carne congelada, acondicionada em 143 contêineres. Os principais produtos exportados são barriga, carré, sobrepaleta e costelinha de lombo, entre outros cortes eventualmente adicionados ao mix de exportação.

O presidente Mário Lanznaster disse que a Aurora está entrando no país que tem a maior e a mais avançada suinocultura do planeta, aproveitando alguns nichos de mercado. “Apostamos, persistimos e estamos avançado lentamente”. Um dos nichos é a barriga de suíno, um corte muito apreciado na dieta dos americanos que a produção interna deles não consegue suprir.

Lanznaster prevê que, em 2017, as vendas para o norte chegarão a 200 contêineres, ou seja, 5.000 toneladas. “São volumes relativamente modestos em termos de comércio mundial, mas o objetivo da Aurora é entrar gradualmente e se consolidar no mercado americano, cuja qualidade é mundialmente reconhecida”, expõe. A empresa não informa o total de divisas obtidas com as vendas por uma questão de estratégia comercial.

Em seguida, o ministro Blairo Maggi participou de reunião, na Aurora, com dirigentes de indústrias frigoríficas associadas ao Sindicarne e ACAV.

Galeria de fotos

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*